sábado, março 10, 2007

POLUIÇÃO - Aquecimento global preocupa ambientalistas

Marcelo de Freitas Assis Rocha, diretor da Associação Mineira de Defesa do Ambiente,(Amda) disse ontem, em entrevista coletiva, que o Brasil tem uma grande parcela de culpa no aquecimento global, devido ao desmatamento e às constantes queimadas que ocorrem em diversas partes do país. Segundo ele, a Amda atua em Minas Gerais desde 1977, sempre buscando combater o desmatamento e tomando outras medidas que favoreçam o controle da emissão de CO². Marcelo Freitas se diz otimista e acha que a globalização ambiental é algo que poderá salvar a humanidade desse colapso e que a tendência é de que se consiga isso em médio prazo. “A situação tende a melhorar”, disse o diretor.

Questionado sobre quais países se destacam como maiores responsáveis pela emissão de CO² no planeta, o diretor da Amda cita em primeiro lugar os Estados Unidos, que, inclusive, insistem em não assinar o protocolo de Kioto, seguido pela China, que hoje tem um grande destaque no cenário mundial. Os Estados Unidos são o país que mais emite poluentes no mundo e alega que, ao assinar o acordo, o país teria o seu desenvolvimento industrial prejudicado. O presidente americano George W. Bush vem sendo pressionado, cada vez mais, por democratas e artistas ambientalistas e a tendência, segundo o diretor da Amda, é que ele acabe cedendo e assine o protocolo. Caso contrário, ficará cada vez mais isolado.

Nos últimos meses, o aquecimento global passou a ser um dos assuntos mais comentados em todo o mundo. Essa preocupação faz com que ambientalistas como Marcelo Freitas passem a tratar o assunto como sendo um dos mais importantes dos últimos tempos e busquem encontrar uma solução para o grave problema da emissão de poluentes no ar. O assunto vem sendo discutido desde a Rio 92, ocasião em que foi firmado o Protocolo de Kioto. Porém, só agora se tornou um caso de maior relevância, uma vez que o planeta corre sérios riscos de não conseguir controlar a situação, caso não sejam tomadas medidas emergenciais. O objetivo principal do Protocolo de Kioto é diminuir a temperatura da terra nos próximos anos, através da redução da emissão de poluentes que causam o aumento do efeito estufa no planeta.

Blitz alerta motoristas

O aquecimento global se dá pela liberação de gases e vapores produzidos pelas indústrias, carros e queimadas nas matas. Com isso, a camada de ozônio é destruída, fazendo com que a terra fique mais exposta ao sol e comprometendo a vida no planeta, uma vez que a temperatura aumenta. Devido ao aumento da temperatura as calotas polares derretem, causando o desnível das águas dos oceanos, podendo até, no futuro, comprometer as cidades litorâneas. Esta é a razão da grande preocupação dos ambientalistas.

Com a proximidade da semana do Carnaval, uma blitz ecológica foi realizada nas estradas que dão acesso ao Espírito Santo e Bahia com o intuito de orientar os motoristas sobre como evitar danos ao meio ambiente. Esta ação é uma iniciativa da Amda e aconteceu no último dia 15, das 14h às 17h30. A abordagem aos motoristas foi feita no quilômetro 438 da BR-381, em frente ao posto da Polícia Rodoviária Federal. Esta é apenas mais uma das muitas atitudes tomadas pela entidade que há vários anos vem lutando em defesa do meio ambiente. A Amda é uma entidade civil, sem fins lucrativos, que atua não só em Minas Gerais como em todo o país e sua ação prioritária é defender as florestas em prol do bem estar e da qualidade de vida do ser humano.

Um comentário:

www.lustatotenterrara.com disse...

Muito interessante esta publicação...
Não gostaria de alarmar, mas um pensamento que me persegue já foi alardeado aos quatro cantos por estudiosos da questão do aquecimento global...
Mesmo que o Mundo estanque imediatamente a emissão de CO2, o efeito estufa já iniciado causará o derretimento de grande parte do gelo polar, e nos próximos 50 anos o nível do mar subirá algo em torno de meio metro ou dois... Uma catástrofe...
Então temos agora mais uma tarefa... o 'esfriamento global'...

Um abraço, amigo.
Ah! Gostei também do texto sobre a hanseníase e o preconceito social imposto aos pacientes, mesmo aos curados.

Tenho alguém nesta situação...
Até da família a gente teve que esconder... Pois todos... mesmo sem querer assim procedem...
Está enraizado...


Um abraço.
Lustato.

http://lustato.livejournal.com

http://community.livejournal.com/BrasilT_Poesias/